Inscreva-se em nossa lista

Hospedagem de Sites Adriano Luz

Qual diferença entre servidor SSD e não SSD?

Nos últimos anos, ocorreu uma grande transformação na maneira como os dados são armazenados pelos provedores de hospedagem na web. Antes, a maioria das empresas de hospedagem utilizava unidades de disco rígido (HDDs) como principais dispositivos de armazenamento.

Atualmente, os servidores estão cada vez mais usando unidades de estado sólido (SSDs) para melhorar o desempenho. No entanto, os provedores de hospedagem ainda oferecem uma mistura de HDD e SSD.

Afinal de contas, qual é a diferença entre servidor SSD e não SSD? Qual é a melhor opção? Será que eu devo migrar para o SSD se estiver atualmente hospedado em HDD?

Se você trabalhar com web designer ou programação web e também possui as dúvidas acima, confira o restante do post e descubra como os servidores funcionam e quais são as suas principais diferenças!

 

SSD x HDD – o básico a se saber e por que isso é importante

Ter uma presença digital se tornou muito importante para empresas terem sucesso nos dias atuais, e um site de qualidade é a peça chave para se conseguir isso. Portanto, escolher um uma hospedagem com um servidor ideal é fundamental. 

Pode ser um pouco difícil descobrir se uma empresa de hospedagem usa armazenamento SSD ou HDD. Principalmente quando se trata de hospedagem compartilhada.

Os hosts da web nem sempre deixam claro que a hospedagem oferecida possui discos rígidos (HDD) ou unidades de estado sólido (SSD). No entanto, como as unidades de estado sólido são mais rápidas, os hosts que oferecem servidores com a tecnologia de estado sólido geralmente mencionam que a utilizam. 

Antes de você saber mais sobre os servidores, vamos falar exatamente sobre qual é a diferença entre ambos. Geralmente, os SSDs são mais caros que os HDDs. Portanto, a hospedagem associada também é mais cara. Por esse motivo, saber quais são as diferenças de desempenho pode ajudar a justificar o custo.

 

As principais diferenças entre SSD e HDD

Noções básicas de discos rígidos

Nos anos 50, ocorreu a invenção da tecnologia de armazenamento em disco rígido (HDDs – Hard Disk Drive). Baseada em magnetismo, operando de maneira semelhante aos discos de vinil. Os dados em um disco rígido vão para um disco de metal e são montados em uma roda que os gira.

Cada unidade possui um sensor chamado cabeçote da unidade, que se move ao longo do disco para encontrar dados. O cabeçote lê os dados e os envia para o computador.

Os discos rígidos por conta própria têm velocidades diferentes. Depende da velocidade de rotação do disco (5400 ou 7200 RPM, por exemplo).


Criação de Sites


Curiosamente, há uma semelhança entre discos rígidos e unidades de disquete – os discos magnéticos flexíveis que foram amplamente utilizados para transferência e armazenamento de dados no passado. No entanto, ao longo dos anos, os discos rígidos evoluíram para armazenar muito mais dados. Um disco rígido moderno típico armazena vários terabytes (TB) de dados.

Noções básicas de unidades de estado sólido

SSDs (Solid State Drive) ou unidades de estado sólido, em português, só apareceram no cenário da computação por volta de 2009. Não possuem partes móveis em movimento como em uma unidade HDD; as unidades de estado sólido contém chips de memória – exatamente os mesmos chips de memória usados em uma unidade de armazenamento USB.

Por que usar chips de memória para armazenamento de longo prazo? Bem, as unidades de estado sólido oferecem um rendimento muito mais rápido – em outras palavras, velocidades de transferência de dados – em comparação aos discos rígidos.

Dito isso, são os tempos de busca – que é a quantidade de tempo necessária para localizar os dados – que são dramaticamente mais rápidos que os discos rígidos.

Isso significa que uma unidade SSD pode localizar dados quase instantaneamente, enquanto a maioria dos discos rígidos tem tempo de busca de 10s ou mais. As unidades de estado sólido são capazes de transferir até 95% mais dados em comparação a um disco rígido.

Consumo de energia SSD x HDD

Os servidores web consomem muita energia, mas uma unidade SSD consome muito menos e, por esse motivo, podem trazer benefícios ambientais para os campos de hospedagem e data center. O uso reduzido de eletricidade associada aos SSDs pode economizar muito dinheiro.

Testes sugerem que uma unidade de estado sólido usará 0,38 w por cada hora que estiver ociosa, 0,68 w por cada hora em que executar operações de leitura, 2 w por cada hora em que executa uma função de processamento de banco de dados e 3,01 w por cada hora em que a unidade estiver gravando em sua velocidade máxima.

Um HDD chega a consumir quinze vezes mais a potência de um SSD enquanto ocioso. A diferença de uso de energia é menor sob carga, mais ainda é significativa com os HDDs que usam cerca de 2,5 a 7 vezes mais energia sob carga do servidor em comparação às unidades SSDs.

 

Quando vale a pena escolher servidores com HDD no debate HDD x SSD?

Os provedores de hospedagem de sites econômicos têm sido muito inovadores quando e trata de corrigir os problemas de desempenho de hospedagem baseada em disco rígido. Por exemplo, o balanceamento de carga pode ajudar as empresas de hospedagem que ainda usam HDD a competir com seus pares que mudaram para unidades SSD.

Isso porque alguns sites não precisam de SSD para obter alto desempenho. Por exemplo, um site baseado em arquivos de HTML estático não faz uma grande utilização dos recursos do servidor e não obtém muitos benefícios das unidades de estado sólido na comparação HDD x SSD.

Onde grandes arquivos são manipulados, como tarefas de arquivamento, ou onde os hosts estão operando um serviço de download ou armazenamento de arquivos, a necessidade de SSD é reduzida devido à baixa taxa de acesso a arquivos. Aqui você pode economizar uma boa quantia de dinheiro ao optar por soluções de hospedagem baseadas em HDD.

Por fim, onde você possui vários sites que atualmente operam a velocidades suficientes, pode não valer o tempo e o esforço envolvidos para mudar para outro host para aproveitar a hospedagem baseada em estado sólido, desde que a solução de hospedagem existente ofereça desempenho adequado – e especialmente onde você já está preso a um plano de hospedagem com descontos em vigor a longo prazo.

Logo, o importante é que você entenda a necessidade do seu site para decidir qual é a melhor decisão a se tomar no momento.




Consultoria SEO


Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.